Os tipos mais eficazes de publicidade no Facebook

Saber que tipo de publicidade escolher para o Facebook significa tirar o máximo proveito dos anúncios e notícias nessa rede social, que hoje oferece toda a gama de ferramentas necessárias para uma campanha de marketing bem-sucedida. Escolher o tipo certo de publicidade que funcione adequadamente para atingir suas metas de negócios fará a diferença entre gerar conversões em massa e desperdiçar sua economia em marketing.

Ao contrário de outras plataformas de mídia paga, o Facebook oferece oportunidades sem precedentes para personalizar anúncios, para que você possa direciona-los para o público-alvo, com base não apenas em características demográficas, hobbies e interesses de clientes em potencial, mas também em seus conhecidos nessa rede social.

Tipos de publicidade no Facebook –  Publicidade gráfica usada para aumentar o reconhecimento da marca – A publicidade com reconhecimento de marca destina-se a ajudar o público-alvo a lembrar sua marca / empresa com base em ações anteriores (remarketing) ou em suas características demográficas (pesquisa). Ao contrário de gerar leads reais para sua equipe de vendas, essas campanhas de informação estimulam a demanda inicial por um produto / serviço.

Os anúncios gráficos do Facebook podem ajudar sua empresa a atingir essas duas metas com apenas uma imagem e um texto de marketing para motivar os usuários a interagir com os anúncios.

Publicidade local – Esse tipo de publicidade pode ser fundamental para o sucesso de seus negócios e, com um produto do Facebook, como os Anúncios de conscientização local, você pode alcançar clientes localizados em áreas geográficas próximas. Esse tipo especial de publicidade pode ser direcionado aos usuários, dependendo da proximidade física da sua loja / filial local da rede de distribuição.

Publicidade em vídeo – Anúncio em vídeo no Facebook é uma ferramenta poderosa para a cobertura de audiência. Você pode produzir animações GIF para atrair instantaneamente a atenção do público, vídeos curtos apresentando potenciais consumidores ao produto ou serviço ou vídeos mais longos que fornecem informações mais detalhadas sobre a proposta de venda exclusiva que você está promovendo.

 Anúncios com links clicáveis – Além dos anúncios gráficos do Facebook, o tipo mais comum de anúncio usado na plataforma em questão são os anúncios de clique em link. Esse formato de anúncio permite que os profissionais de marketing coloquem uma imagem, forneçam texto de venda e, em seguida, criem um link para uma página de destino externa.

Geração Z: para que os profissionais de marketing devem se preparar?

Apenas alguns anos atrás, os blogs de design literalmente sufocaram com a abundância de materiais em quais sites atendem às necessidades da geração do milênio e como aprender a criá-las. No entanto, no momento, também não há sentido nesses artigos. A maioria deles sabe que tipo de experiência online os representantes do novo milênio desejam e mais ou menos aprendeu a atender a essas expectativas.

Hoje, porém, uma nova geração de consumidores está entrando na arena: Geração Z – e você precisa se preparar adequadamente para a aparência deles.

Surge a pergunta: eles são muito diferentes dos millennials? Aparentemente, basta, porque alguns representantes da geração anterior afirmam que não sentem nenhuma conexão com a geração Z. A geração do milênio pode se lembrar facilmente da hora em que você espera que mamãe desligue o telefone para ficar online via discagem.

A nova geração não está mais ameaçada de enfrentar algo assim. Eles não encontraram esse período de transição; portanto, quando se trata das tecnologias com as quais interagem diariamente, elas têm um conjunto de expectativas completamente diferente.

Quais são essas expectativas e como elas atendem? Você aprenderá sobre tudo isso neste artigo. Considere um guia rápido para criar negócios especificamente para a geração Z.

O que você precisa saber sobre desenvolvimento móvel para a geração Z? De acordo pesquisas a geração Z não pode viver sem acesso à Internet. Mas o que é realmente interessante é que, apesar da conexão com a Internet, 61% deles preferem comprar em sites do que em aplicativos móveis.

Surpreendentemente, eles tendem a usar navegadores em vez de aplicativos nativos, e isso apesar do fato de os dispositivos inteligentes serem tão familiares para eles quanto garfos ou colheres. Com base nisso, é fácil concluir que aplicativos móveis não são a melhor maneira de interagir com usuários móveis e atraí-los (especialmente se você deseja ganhar dinheiro com seu aplicativo). Mas não fique triste. Os aplicativos móveis são caros para criar e exigem muito tempo para manutenção. Além disso, os usuários são muito difíceis de converter em aplicativos móveis. Se o pensamento de que você precisa mergulhar em seu desenvolvimento com a cabeça o incomodou, descarte-o. A geração Z ainda prefere a versão móvel do seu site.

Como os investidores podem contornar a variação cambial? Especialistas da Empiricus respondem

Desde o início de 2019 o dólar tem se mostrado instável frente ao real. A moeda estrangeira chegou a fechar o mês de setembro em R$ 4,18 e pela primeira vez na história fechou um mês acima dos R$ 4,00.

De acordo com Felipe Arrais, editor da Empiricus que o primeiro ponto a se considerar é o conceito de oferta e demanda, capaz de movimentar o mercado, desvalorizar e valorizar a moeda. O especialista diz que é preciso esperar para saber se o momento é bom para o mercado nacional e para a bolsa de valores, além de representar mais dólares chegando no Brasil.

Quanto mais dólares disponíveis maiores são as chances de sua cotação cair frente ao real. Entretanto, a situação contrária também pode acontecer — o mercado indo mal gera a fuga de capital, reduzindo a oferta da moeda norte-americana, aumentado sua cotação.

Vantagens e desvantagens

O editor da Empiricus listou as vantagens e desvantagens da variação cambial. Ele pontua que há mais pontos negativos na alta do dólar. O pior deles é o índice de desemprego, elevado com o aumento dos débitos das empresas com dívidas em dólar, que veem as demissões como solução para reduzir despesas.

Os produtos importados também ficam mais caro como um todo, gerando um “repasse cambial”. É um fenômeno em que os preços altos dos produtos importados influenciam em outros produtos, os chamados “substitutos”, cujo preço aumenta devido a demanda maior por esse produto.

Outro ponto negativo diz respeito ao aumento do preço do barril de petróleo, cotado em dólar. O aumento da moeda significa aumento no preço dos combustíveis e como o país é muito dependente do transporte via terrestre, acaba encarecendo os produtos básicos.

O editor da Empiricus explica que a média valor do transporte impacta de 30% a 40% no valor final do produto. Isso significa que todo esse aumento é repassado ao consumidor, limitando cada vez mais seu poder de compra.

Como vantagem, Arrais fala sobre o aumento da competitividade dos produtos brasileiros, que ficam mais baratos lá fora. O dólar mais forte representa um aumento nas vendas, gerando mais capital estrangeiro no país e maiores chances das empresas gerarem empregos.

Como contornar essa variação cambial

Para Felipe Miranda, co-CEO da Empiricus é possível reduzir os impactos da alta do dólar. O primeiro ponto a se observar é que não há bola de cristal e dessa forma não é possível prever uma alta ou uma queda. Nesse caso, o especialista propõe duas saídas, uma para investidores e outra para quem precisa de dólar para viajar.

Para Miranda o investidor deve ter algum ativo em dólar em sua carteira, assim é possível preservar seu patrimônio no médio e longo prazo. Arrais também enfatiza a ideia, acrescentando que a medida é importante para proteger os recursos em momentos de estresse. Para quem vai viajar para o exterior, o ideal é ir comprando dólares durante o período que antecede a viagem. Para o CEO da Empiricus, essa estratégia cria um valor médio favorável e evita os riscos da cotação estar muito alta no momento que for embarcar.

Por que os contatos no site não estão funcionando?

Os contatos no site funcionam em duas direções. Eles informam ao mecanismo de pesquisa e ao usuário que você é real e converte mais usuários. Mas o que isso significa – contatos projetados corretamente?

A análise da Web, os profissionais de marketing na Internet e outros gurus de vendas online dizem que você precisa reduzir o número de ações do usuário no site, remover informações e notícias desnecessárias e oferecer ao usuário a opção de ações. E muitos webmasters decidem que, como o site oferece a oportunidade de comprar / fazer pedidos online, você pode remover contatos com segurança, substituindo-os por formulários de feedback e bate-papos online.

Isso prova que o consumidor ainda está na transição de compras offline para online. A pesquisa dos produtos já é realizada online, mas a compra do usuário precisa de um contato ao vivo.

Quando um usuário chega ao site pela primeira vez, existem apenas alguns fatores pelos quais ele pode determinar a realidade da empresa. Um desses fatores (além do nome da empresa, fotos ao vivo de funcionários, vídeos sobre a empresa, licenças, certificados) são os contatos da organização no site.

A ausência ou limitação de contatos para um único número de telefone causa ansiedade e desconfiança dos usuários. Além disso, a confiança e a lealdade são afetadas pela falta de um endereço físico, número de telefone fixo ou linha direta, e-mail não está no domínio do site (geralmente parece suspeito).

Os mecanismos de pesquisa adoram detalhes de contato completos. Estas são as informações sobre a empresa que podem ser verificadas aqui e agora, com um mínimo de esforço. Além disso, a indicação de detalhes completos de contato melhora significativamente a visibilidade do site nos resultados da pesquisa.

Os detalhes de contato detalhados e detalhados são exibidos no snippet do site nos resultados da pesquisa, o que aumenta automaticamente seu tamanho em comparação com os snippets dos concorrentes.

Diferentes canais de comunicação – Não é possível selecionar o canal de comunicação ideal para o público-alvo. Não podemos prever quando o usuário precisará nos ligar. Portanto, é importante abrir todas as formas possíveis de comunicação. É importante manter-se atualizado. Se um mensageiro popular aparecer, você precisará usá-lo.