Perspectiva Moderna do Empreendedorismo

Escolher um plano de carreira para obter lucro a longo prazo é a razão mais importante pela qual as pessoas optam pelo empreendedorismo. Manter uma fonte confiável de renda é a melhor e mais importante maneira de criar um emprego estável. Tendo isso em mente, ser seu próprio patrão e ter coisas em seu controle é o que a maioria das pessoas deseja. Para atender a essa necessidade, os empreendedores começam seu próprio negócio para controlar sua carreira.

A maioria das pessoas que trabalham no mundo corporativo são incapazes de satisfazer seus desejos. Ter o comando e a autoridade sobre o tipo de trabalho que você quer fazer é um privilégio que a maioria dos empresários desfruta em sua experiência de empreendedorismo de sucesso. O melhor aspecto de estar no mercado global como empreendedor é que você colherá o que plantou. Isso significa que todos os empreendedores poderão se beneficiar de seu trabalho árduo e de sua economia.

O único propósito de escolher o empreendedorismo como caminho de carreira é controlar sua empresa, ser um líder independente de sua equipe e escolher exatamente o que acontece em seu local de trabalho. O empreendedorismo proporciona aos empreendedores a vantagem de tomar as decisões certas que os beneficiarão da melhor maneira possível. Esta é uma excelente oportunidade para ser independente e moldar sua carreira da maneira que qualquer empreendedor pode preferir.

Com essa tecnologia avançada e as crescentes demandas do mercado por ideias mais inovadoras no mundo corporativo, moldaram muitos indivíduos em aspirantes a empreendedores. O único propósito de fornecer ao mundo corporativo ideias mais inovadoras na esperança de obter lucros levou ao aumento de novos negócios. Com o máximo de pessoas envolvidas na obtenção de um lugar respeitável no mundo corporativo, os empreendedores se tornaram cada vez mais criativos ao apresentar ideias inovadoras para o mercado. Embora a maioria dos empreendedores tenha o objetivo principal de se beneficiar e de seus negócios, no entanto, isso causou um enorme impacto na expansão do mundo corporativo.

Juntamente com algumas outras disciplinas, o estudo do empreendedorismo também está abrindo caminho como uma importante subdisciplina em muitas universidades e faculdades. Isso significa que a juventude moderna está bastante interessada em buscar o empreendedorismo como caminho de carreira. Por essa razão, vários cursos foram introduzidos relacionados ao empreendedorismo.

Como iniciar seu empreendimento

Tenha uma boa ideia do que precisa ser feito: Anote uma lista das principais tarefas que você precisará lidar ao operar seu próprio negócio. A lista básica pode incluir atividades como: atrair clientes, gerenciar dúvidas e reclamações de clientes, redigir propostas para potenciais patrocinadores, pesquisar instalações adequadas, procurar fornecedores confiáveis, pagar impostos, cumprir exigências legais nos setores de negócios escolhidos, educar-se sobre a indústria, obtendo certificações necessárias e muito mais.

Você não precisa ser um pioneiro: Está bem estabelecido que a vantagem do pioneirismo é altamente superestimada, e a história está repleta de sucessivos segundos ou posteriores movimentos. O Google não foi o primeiro mecanismo de pesquisa e notícias, e a Microsoft não foi o primeiro software baseado em Windows. Portanto, se essa não for sua idéia, sua execução será o fator crítico para você se tornar o número um.

Entre e comece: Parece que a maioria dos aspirantes a empreendedores demora a agir sobre uma ideia até que todas as estrelas estejam alinhadas. Não sou importante em astronomia, mas parece que raramente, ou nunca, acaba acontecendo. Além disso, mesmo quando isso acontece, sentir o pulso inicial do mercado não deve exigir o gasto de recursos massivos e a criação de uma visão abrangente do campo de jogo. Pense grande. Comece pequeno.

Executar corretamente: Olhando para o obstáculo da execução, se você vai conseguir um ajuste no mercado de produtos e se o seu mercado é grande o suficiente, é preciso fazer chamadas, mas muitas boas idéias definham com a execução insatisfatória.

Se você quer que sua startup tenha sucesso, um bom produto e ambição nem sempre são suficientes. A execução nítida, em vez de uma ideia brilhante, é vital para o sucesso de uma startup. Começar um negócio de sucesso nunca é fácil, mas com a atitude certa e a abordagem certa, é perfeitamente possível. Quando você cometer erros, aprenda com eles. Não há nada de errado em experimentar o fracasso, desde que você aprenda com isso.

Considere trabalhar em casa: Isso pode reduzir significativamente seus requisitos de capital. Uma parte significativa do seu capital, ao iniciar um negócio, é destinada ao aluguel ou à compra de espaço para escritórios. Assim, trabalhando em casa , você pode ser mais capaz de atender às suas necessidades financeiras ao estabelecer as bases para uma start-up.

Não existe segredo para construir um negócio de sucesso

Muitas pessoas acham que existem um segredo, ou um achado consistente para construir negócios de sucesso.

Se pegarmos exemplos famosos e nos debruçarmos no que caracterizam os muitos sucessos empresariais que vemos diariamente, vamos descobrir alguns segredos de sucesso nos negócios.

Ao refletir sobre isso, Richard Branson descobriu segredos que são os pilares do sucesso da Virgin. Vamos a eles.

Iniciar um negócio exige uma enorme quantidade de trabalho duro, que exige uma grande quantidade de tempo. Portanto, é melhor que você se divirta.

Quando Branson iniciou a Virgin em seu apartamento em West London, ele não tinha intenção de construir um império de negócios. Ele apenas queria fazer algo que gostava e pagar as contas.

Não havia nenhum plano ou estratégia. O próprio nome Virgin foi algo ao acaso. Em uma noite, alguns amigos estavam conversando sobre bebidas e decidiram chamar o grupo de Virgin, porque eram todos novos na carreira profissional. O nome pegou.

A construção de um negócio é sobre fazer algo para se orgulhar, trazer pessoas talentosas para junto de si e criar algo que vai fazer diferença real na vida de outras pessoas.

Uma mulher ou homem de negócios de economia não são diferentes de um artista. O que você tem quando começa uma empresa é uma tela em branco que você tem que preencher.

Se um empresário se prepara para fazer diferença real na vida de outras pessoas, e consegue isso, ele consegue pagar as contas e ter um negócio bem sucedido.

A Vinrgin não começou como um grupo de empresas gigantescas. Pense grande mas saiba caminhar passo-a-passo.

A Vinrgin não começou como um grupo de empresas gigantescas. Pense grande mas saiba caminhar passo-a-passo.

Se você tem um produto, serviço ou marca, saiba que não é fácil abrir uma empresa e para sobreviver e prosperar no mundo moderno.

Na verdade, você tem que fazer algo radicalmente diferente para construir uma marca hoje.

Olhe para as empresas mais bem sucedidas dos últimos 20 anos: Microsoft, Google, ou até mesmo a Apple. Eles se negaram a ser enquadrados em um setor, fazendo algo que não tinha sido feito antes e, continuamente inovando.

Hoje, essas são as forças dominantes.

Empresas geralmente são um grupo de pessoas, e eles são seus maiores ativos. Portanto, deixe as pessoas que trabalham com você orgulhosas de fazer parte do seu time.

Guilherme Paulus consolida-se como um dos maiores nomes da indústria hoteleira

Guilherme Paulus, um dos principais empresários no setor de hotelaria brasileira, participou do Fórum Conectividade – Hub de Negócios em novembro de 2018. O evento reuniu mais de 300 profissionais da área para debater práticas para desenvolver a indústria da aviação comercial, tanto no Brasil quanto na América Latina. Paulus é autoridade no assunto, já que possui um vasto currículo na área.

Em dezembro de 2018, Guilherme Paulus prestigiou a Copa Itaipu de Golfe, que aconteceu nos campos de golfe do resort Wish Foz de Iguaçu. O campo de golfe do local é um de seus diferenciais. De acordo com Paulus, o adicional serviu para atrair golfistas da Argentina e do Paraguai, demonstrando que a escolha foi mais um acerto do empresário.

Paulus é um dos fundadores da CVC, maior agência de viagens do Brasil e da América Latina. A empresa foi fundada em 1972, com o sócio e, na época, deputado Carlos Vicente Cerchiari; ele colocou à venda a sua parte na sociedade dois anos depois e, desde então, apenas Paulus tocou o negócio. No início, o investimento era feito para atender grêmios de trabalhadores de empresas do ABC paulista. Hoje em dia, após décadas em atividade, a CVC virou a maior agência da América Latina por fazer várias inovações no mercado. A CVC foi a primeira operadora a fretar aeronaves, além de ter sido pioneira a oferecer parcelamento na venda de pacotes e produtos com preços econômicos para atingir público de todos os perfis.

Em 2010, a agência de viagens fundada por Guilherme Paulus embarcou mais de 2 milhões de passageiros, tanto em viagens em território nacional quanto para o exterior, em viagens aéreas, marítimas e terrestres. As viagens foram feitas para mais de 100 destinos diferentes e mais de 700 produtos. São, ao todo, mais de 8 mil e centenas de lojas exclusivas espalhadas pelo Brasil. Para ajudar a disseminar ainda mais a CVC, Paulus virou associado ao grupo Carlyle Group, dos Estados Unidos e um dos principais fundos de private equity mundial.

Mas a CVC não foi o único empreendimento de sucesso de Guilherme Paulus. Em 2006, adquiriu a companhia aérea Webjet, quando a empresa tinha apenas uma aeronave. Em seu comando, virou a terceira maior companhia aérea nacional. Em 2011, Paulus vendeu a Webjet para a Gol, o que resultou em um dos principais negócios da aviação do país.

Guilherme Paulus também é o principal sócio da GJP Hotéis & Resorts. São diversos hotéis e resorts espalhados pelo Brasil. Ele gere grandes complexos hoteleiros, como o hotel Alpenhaus Gramado e o castelo Saint Andrews – criado no conceito de exclusive house -, ambos localizados em Gramado, no Rio Grande do Sul. Também tem sob sua gestão o Serrano Resort Convenções & Spa, também em Gramado, eleito como o melhor hotel de serra do Brasil.

Paulus recebeu ainda várias homenagens e prêmios, tanto em seu nome quanto em nome de seus empreendimentos. Em 2007 e 2010, por exemplo, foi intitulado Executivo de Valor pelo jornal Valor Econômico. Até 2011, a CVC já havia consolidado sua excelência com o público e já havia ganhado dez vezes consecutivas o prêmio de Melhor Operadora de Turismo, de acordo com quem lê a revista Viagem e Turismo. Ainda entre seus prêmios, ainda há honrarias internacionais, dadas por prefeituras de cidades como Buenos Aires, Cancun, Bariloche e Miami.

Novo projeto do empresário Guilherme Paulus para hotelaria em São Paulo

A Avenida Cidade Jardim, em São Paulo, onde estava localizada a antiga agência de publicidade DPZ, foi o lugar escolhido pelo empresário Guilherme Paulus para colocar em ação seu mais novo projeto como empreendedor.

Sua nova ideia para os negócios é inaugurar mais um hotel de luxo, porém com uma nova bandeira para o imóvel. Não se sabe ainda qual será utilizada, mas a proposta é de criar uma marca inovadora para o grupo hoteleiro GJP, e que possa abranger tanto São Paulo quanto o Rio de Janeiro, como acontece, por exemplo, com os hotéis Emiliano. Os principais hotéis de luxo do Grupo GJP estão estabelecidos na Serra Gaúcha, como Wish; Saint Andrews, Prodigy e Linx, sendo 12 hotéis ao todo.

A luxuosa propriedade que tem pretensão de estar pronta entre 2020 e 2021, terá uma grande estrutura, contendo 65 apartamentos, restaurante, espaço para eventos e lazer, além de muita comodidade para os hóspedes. Paulus está há mais de 12 anos investindo no ramo da hotelaria, desde 2005, quando a GJP Hotels & Resorts foi fundada.

Guilherme Paulus possui o importante cargo de Chairman na GJP Participações – Grupo controlador da GJP Hotels & Resorts, e da GJP Construtora e Incorporadora – além de ser membro e fundador da CVC Corp. Paulus foi um personagem importantíssimo para o desenvolvimento da CVC, que inicialmente, em 1972, era uma pequena agência na cidade de Santo André/SP, porém, tornou-se um ícone no campo do turismo, em esfera mundial e principalmente dentro da América Latina.

Seu reconhecimento internacional pode ser notado através dos prêmios que Guilherme Paulus conquistou. Na Europa, o Governo Francês o condecorou, em 2012, por conta do enorme apoio de Paulus ao desenvolvimento do turismo no país. As prefeituras de Miami (Estados Unidos), Cancun (México) também prestaram suas homenagens ao empresário, por motivo de seus serviços realizados em favor do turismo, além de Buenos Aires, Bariloche (ambos cidades da Argentina) e Isla Margarita (Venezuela).

No Brasil, Guilherme Paulus, sem dúvida, é um dos nomes mais forte do turismo. Possui vários títulos nacionais e é referência à novos empreendedores. Recebeu o título de Executivo de Valor, atribuído pelo Jornal Valor Econômico; a Revista Viagem e Turismo, da Editora Abril, o premiou como Personalidade do Ano, além de receber a honraria como empresário “Revolucionário das Relações de Consumo”, pela revista Consumidor Moderno.

Guilherme Paulus também se destaque devido sua responsabilidade social em seu empreendedorismo. A CVC, por exemplo, apoia o importante projeto PIET, de Foz do Iguaçu (PR), que abre oportunidades para jovens de classe social inferior ingressar no turismo. A CVC também, há mais de 10 anos, contribui com a Instituição Assistencial e Educacional Dr. Klaide, locada em Santo André – cidade onde a matriz também está localizada – beneficiando cidadãos de baixa renda com assistência escolar, médica e psicológica.

Guilherme Paulus conquista título de empreendedor do ano e é exemplo no setor de serviços

O ano de 2017 foi um ano marcante para o empresário Guilherme Paulus, eleito o “Empreendedor do Ano” na categoria de serviços, decorrente do excelente trabalho realizado no segmento turístico brasileiro, a receber no mês de dezembro de 2017 o prêmio da revista IstoÉ, na cidade de São Paulo. E tudo começou quando Paulus transformou a CVC, fundada em 1972, numa das maiores operadoras de turismo da América Latina, com capital aberto e comandada por executivos de mercado. A CVC está presente em mais de 400 shoppings espalhados pelo país, além de 140 hipermercados e galerias comerciais.

O maior destaque deste sucesso é o espírito empreendedor de Guilherme Paulus, que atua também em outras áreas. O empresário comprou a companhia aérea Webjet, em 2006, participando do setor de aviação e tornando a referida companhia na terceira maior do Brasil, com operação em mais de 20 cidades brasileiras. No entanto, vendeu a Webjet para a GOL em 2011, por R$ 70 milhões de reais. Além disso, Paulus adquiriu a B2W Viagens, da Submarino Viagens, a Rextur Advance, a Trend, a Visual Turismo e o Experimento Intercâmbio, numa transação total de quase R$ 1 bilhão de reais. Dessa forma, o empresário consegue movimentar cerca de R$ 10 bilhões de reais por ano e transportar mais de 9 milhões de pessoas.

Atualmente, o renomado empresário tem se dedicado a GJP Hotels & Resorts, a funcionar desde 2005, sendo considerada uma das maiores redes de hotelaria do país, com 20 unidades e mais de 2 mil colaboradores, atendendo mais de 92 mil clientes durante toda sua operação. E os investimentos não param por aí. Guilherme Paulus irá lançar um novo hotel luxuoso no coração do Brasil, São Paulo, local que funcionava a antiga agência de publicidade DPZ, na avenida Cidade Jardim. A previsão é entregar o estabelecimento até 2021, com 65 apartamentos, rooftop, área de eventos e restaurante. O grupo GJP é referência em hotéis luxuosos, destacando-se os da Serra Gaúcha (Saint Andrews Gramado e Wish Serrano Resort). Outras bandeiras trabalhadas pelo grupo são a Prodigy (4 estrelas) e a Linx (3 estrelas).

Nos 35 anos da Fundação 25 de Janeiro, comemorado no segundo semestre de 2018, Guilherme Paulus manifestou em carta aberta a importância da citada fundação, que tem domínio das marcas VISITE SÃO PAULO e São Paulo Convention & Visitors Bureau. Para o empresário, comemorar 35 anos é um marco para o turismo brasileiro, bem como para setores de eventos e viagens. Paulus ressalta a relevante participação dos mais de 700 associados, que são os grandes responsáveis pela movimentação dos diversos segmentos de toda a cadeia produtiva, além de atrair cada vez mais visitantes para o destino almejado.

Por fim, Guilherme Paulus reafirma a necessidade de aprimorar a economia e incentivar novas oportunidades de negócios, por meio de programas de marketing, conteúdo e feiras de trades. Vale frisar que o empresário já investiu mais de R$ 600 milhões de reais na GJP Hotels & Resorts, tornando-se, assim, o maior exemplo de trajetória bem sucedida neste segmento, sempre apostando no turismo e no hábito dos brasileiros de viajarem pelo Brasil, mesmo em tempos de crise econômica.

Flavio Maluf aborda o uso de drones em lavouras de grande porte em todo o país

 

Segundo uma prospecção realizada pela Gartner, empresa de consultoria sediada nos Estados Unidos, o faturamento gerado pela venda de drones ultrapassará a cifra anual de U$ 11 bilhões. A informação, conforme reportar Flavio Maluf, diz respeito ao período que se estende até o ano de 2020.

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) tornou legal o emprego desse tipo de tecnologia desde meados de 2017. Mesmo com a maior parte dos drones utilizada no país para fins militares, é crescente o emprego desses equipamentos no segmento agrícola. Mais de 25% desses veículos são destinados ao uso exclusivo em ações envolvendo o agronegócio, salienta Flavio Maluf.

Os drones, por sua vez, abriram espaço para outro tipo de serviço: o de mapeamento de áreas. Por meio de análises detalhadas, empresas têm empregado tal tecnologia no que se refere a fornecer análises de caráter nutricional dos solos estudados. Tal funcionalidade, conforme informa o empresário, torna-se possível através de alguns sensores contidos nessas aeronaves.

Flavio Maluf salienta que para o presidente da companhia Hórus, Fabrício Hertz, a utilização de drones também possui outros aspectos benéficos às empresas do agronegócio e seus consumidores. O representante da empresa esclarece que é necessário um nível menor de defensivos agrícolas, o que se traduz em menos custos para as organizações, resultando também em alimentos de melhor qualidade para a clientela.

Hertz enfatiza que as lavouras que operam de modo tradicional, ou seja, sem o emprego de drones, acabam tendo uma carga maior de inseticidas. Onde há a utilização de drones, entretanto, esse tipo de produto é distribuído de modo mais equilibrado, já que é possível saber quais pontos demandam de defensivos agrícolas.

Além da redução de gastos, os drones são adotados no agronegócio para gerar economia de tempo em relação ao monitoramento voltado a outras demandas. Desse modo, Flavio Maluf pontua que o faturamento costuma ser 50% maior do que o verificado anteriormente.

O empresário Guilherme Paulus pretende inaugurar mais um hotel de luxo

O empresário Guilherme Paulus, fundador da companhia de viagens CVC, dono da GJP Construtora e Incorporadora e da GJP Hotels & Resorts, continuará investindo na hotelaria. Desta vez, Guilherme Paulus, um dos mais fortes nomes do Turismo brasileiro, escolheu a avenida Cidade Jardim, em São Paulo, exatamente onde ficava localizado a agência de publicidade DPZ, para executar seu mais novo projeto. O projeto, que tem a pretensão de estar pronto entre 2020 e 2021, é de construir um hotel luxuoso com 65 apartamentos, restaurante e espaço para eventos e lazer.

Guilherme Paulus que também é responsável pelo conselho de diretores do grupo GJP Participações – que atualmente possui duas empresas em seu domínio, GJP Hotels & Resorts e GJP Construtora e Incorporadora – tem a intenção com esse novo projeto de criar mais uma marca para o grupo, porém, não há informações de qual bandeira será utilizado para a propriedade.

Em 2005, no ano em que a GJP Hotels & Resorts foi fundada, iniciou suas atividades com apenas um estabelecimento, mas atualmente, podemos encontrar quatorze hotéis e resorts espalhados por todo o Brasil e tornou-se uma das maiores redes hoteleiras nacionais. A segunda empresa do grupo, GJP Construtora e Incorporadora, dedica-se à construção de condomínios para residências com padrão elevado e localizado em grande movimentação turística.

Também foi Guilherme Paulus quem fundou a empresa de turismo CVC, no ano de 1972. Inicialmente era uma agência pequena localizada em Santo André/SP, mas atualmente, com a fundamental contribuição de Paulus, a empresa se tornou a maior agência de viagens da América Latina, além de ser a maior rede de turismos do Brasil.

Em 2009, quando Paulus decidiu vender a CVC ao Carlyle Group, o resultado foi o crescimento a um nível ainda mais elevado. A companhia que ganhara um novo dono passou a contar com Paulus exercendo a função de presidente do Conselho de Administração. No atual momento, a CVC está presente em muitos municípios do Brasil. O resultado é um faturamento médio anual de alto valor.

Na área da aviação, Guilherme Paulus também se destacou quando comprou a companhia aérea Webjet, em 2006, que havia apenas uma aeronave, mas, em apenas 5 anos a transformou na terceira maior empresa do Brasil da linha aérea, com vinte aeronaves em sua frota está atuante em mais de vinte municípios brasileiros. Depois realizou um das maiores negociações da aviação do Brasil vendendo a companhia para a empresa Gol.

Em se tratando de responsabilidade social, Paulus a torna presente em seu empreendedorismo. A CVC, por exemplo, apóia o projeto PIET (Programa Integrado de Educação Turística), da cidade de Foz do Iguaçu/PR. O PIET tem como objetivo aproximar a comunidade do turismo e formar jovens para atuar na área. Também é patrocinado por sua companhia o projeto de Alfabetização Solidária – Alfasol, que ajudam os jovens interessados a imergirem no turismo, também é patrocinada por sua companhia.

Seu trabalho como empreendedor o rendeu premiações dos governos internacionais. Foi homenageado, em 2012, pelo governo francês, por ter contribuído com o desenvolvimento do turismo na França. Além de ter reconhecimento no México, Venezuela, Estados Unidos e Argentina.

Jose Auriemo Neto procura mais com a JHSF

Jose Auriemo Neto é um indivíduo muito popular no estado devido aos grandes projetos de investimento que ele iniciou na região.

A líder do Brasil no setor imobiliário A JHSF Participações SA consolidou recentemente seu domínio do setor através da compra de 13 restaurantes Fasano. A mudança fará com que a empresa diversifique seu mercado.

Agora, a JHSF terá acesso à prestigiada marca Fasano, que está no topo do mercado com o seu já crescente nome no mercado imobiliário brasileiro.

A empresa ofereceu uma aquisição irresistível no valor de US $ 23,8 milhões e a administração da Fasano não teve nada além de aceitá-la. José Auriemo Neto, o CEO da JHSF iniciou o processo que adicionou mais em seu portfólio já rico.

A JHSF é uma empresa que lida apenas com pessoas de alta renda no mercado. Estes incluem propriedades residenciais e comerciais. Estes mercados também não conhecem nada como baixos em relação à economia, receita por toda parte.

Foi isso que atraiu a JHSF em primeiro lugar; ter algo a longo prazo e sustentável.

Aliada a sólidas práticas de liderança, a JHSF aproveita as inovações tecnológicas para se manter à frente da curva. Recentemente, a empresa incorporou o Microsoft Dynamics CRM 2015, que lhes permitiu oferecer serviços de alta qualidade.

A JHSF usou essas inovações para impulsionar suas propriedades de luxo, que incluem shopping centers, aeroportos privados e edifícios residenciais, entre outros.

Uma dessas propriedades de alto nível é a CidadeJardim Shops, localizada na região dos Jardins, no Metrô Tucuruvi Shopping Plaza, que conta com integração de terminal de ônibus e metrô.

Embora a empresa tenha sido lançada há cerca de 45 anos, sua reputação a precede. A JHSF tem uma maneira genial de identificar oportunidades maduras e age rapidamente antes que alguém as pegue. Tal característica fez com que ela fosse considerada, principalmente, como a mais ousada desenvolvedora de todo o Brasil.

Sem o seu espírito de assumir riscos, a JHSF não estaria em cidades tão grandes como São Paulo, Manaus e Salvador no Brasil para não mencionar outros empreendimentos internacionais em Miami e Nova York, tanto nos EUA quanto em Punta del Este, no Uruguai.

Relatório de Felipe Montoro Jens revela o estado preocupante da infraestrutura brasileira

 

Felipe Montoro Jens, o CEO da Energipar Captacao e um guru de infraestrutura, elaborou um relatório sobre o número crescente de projetos estagnados no Brasil. De acordo com o relatório fornecido pelo Ministério do Planejamento no Brasil, havia 2796 obras cujas operações foram interrompidas. Das 2796 obras, 517 estavam diretamente relacionadas à indústria de infra-estrutura. Isso corresponde a 18% do total de projetos, totalizando um custo total de R $ 10,7 bilhões. Quando tais coisas acontecem, o saneamento das áreas afetadas é geralmente interrompido. Isso, então, coloca inúmeros outros perigos para as pessoas.

 

No relatório, vários motivos para a descontinuidade das obras foram destacados. O abandono de obras pelas empresas foi um dos motivos que foram destacados. Muitas ênfases foram colocadas na questão das restrições orçamentárias e financeiras que contribuíram em grande parte para essa ameaça. Além disso, problemas técnicos e problemas de propriedade da terra também estavam entre as razões declaradas no relatório.

 

Além de apenas declarar o problema, o relatório de Felipe Montoro Jens também apresentou recomendações. Para evitar o problema de paralisação e atrasos de projetos no Brasil, as partes interessadas devem projetar contratos equilibrados. As partes interessadas envolvidas também devem implementar a modalidade de execução correta e fortalecer o controle interno.

 

Graduado pela Fundação Getulio Vargas, onde se formou em administração, Felipe Montoro Jens é empresário e especialista em infra-estrutura. Ele também é especializado em questões relacionadas ao gerenciamento de resíduos. Ele é conhecido por sua capacidade de aconselhar corporações e governos sobre vários métodos lucrativos e financeiramente responsáveis ​​para eliminar o desperdício. Ao longo de sua carreira, Felipe adquiriu experiência e conhecimento trabalhando em uma ampla variedade de setores, desde mineração a regeneração de energia e fabricação de produtos químicos. A experiência de Felipe Montoro Jens permitiu-lhe viajar para vários países em todo o mundo. Felipe trabalhou em diferentes países da África, Europa e até da América Latina, de acordo com Terra.